Ministra diz que ganhar um salário de R$33 mil é igual a trabalho escravo

ministra dos direitos humanos Luislinda Valois

ministra dos direitos humanos Luislinda Valois

A atual ministra dos direitos humanos Luislinda Valois apresentou uma proposta ao governo para que seu salário atual de R$33 mil subisse para mais de R$ 60 mil por mês. Devido ao teto constitucional, a ministra não pode ganhar mais de R$ 33.700 no total de rendimentos, e que isso é o mesmo que trabalho escravo.

Segundo a ministra, ela diz “sem sombra de dúvidas” que seus ganhos atuais não são condizentes com seu trabalho, e que é como se ela fosse uma “escrava”.

Essas informações foram divulgadas pela coluna de Andreza Matais, do jornal Estado de S. Paulo. O objetivo da ministra seria contestar o teto constitucional, e acumular seu salário atual com o salário de desembargadora, de R$ 30.471

Qual foi sua reação?