Descoberta incrível é feita em uma pirâmide do Egito

A Imensa Pirâmide de Gizé, no Egito, foi construída há mais de 4 mil anos atrás e é a única das Sete Maravilhas do Mundo Antigo que ainda estão de pé – não é atoa que recebeu um prêmio honorário na eleição das novas maravilhas. Com tantos anos de história, as lendas se multiplicam, mas novas descobertas tendem a diminuir… Nada disso! Uma nova câmera acaba de ser descoberta, estando fechada, provavelmente, desde a construção da pirâmide.

Construída pelo faraó Quéops, a estrutura conta com outros “aposentos” já conhecidos: a Câmara do Rei, a Câmara da Rainha e a Grande Galeria, que é uma espécie de túnel entre as duas câmaras reais. A nova cavidade tem comprimento estimado em pelo menos 30 metros, que é o tamanho de um avião para até 200 passageiros e está localizada acima da Grande Galeria.

Descoberta do vazio de pirâmide

Descoberta do vazio de pirâmide

Sempre existiram lendas sobre lugares secretos na Grande Pirâmide, mas ninguém esperava algo tão grande como o que foi descoberto. A equipe que fez a descoberta conta com cientistas do Egito, França, Canadá e Japão, e trabalha com uma técnica anteriormente utilizada para detectar “tubos” no interior de vulcões.

Os pesquisadores utilizaram um dispositivo não invasivo, que emite partículas subatômicas conhecidas como muões, para detectar espaços vazios no interior dos edifícios. Desde a década de 70, a técnica é utilizada em outras pirâmides do Egito, mas com os novos avanços tecnológicos, é possível detectar a gigantesca câmara, que tem sido chamada de “grande vazio”.

E o que há nesse “grande vazio”? Ainda não se sabe! Pode conter tesouros enterrados desde a época da construção da pirâmide! Chegar até este lugar também é complicado no momento, mas provavelmente será desenvolvido algum tipo de robô pequeno que possa explorar o lugar, antes que os humanos entrem na câmera.

Qual foi sua reação?